E Hamlet tinha razão.


Havia mesmo algo de podre no Reino da Dinamarca. Mas, infelizmente, ele já voltou ao Brasil.

Na semana em que o Senado decidia o futuro de Renan, Noço Guia (de turismo) aproveitou pra se afastar do problema, e ir visitar as monarquias da Escandinávia. O problema é que parece que ele voltou de lá com certas idéias curiosas… Vejam só o discurso que ele fez na Dinamarca:

“Seria possível uma Inglaterra sem a monarquia? Uma Dinamarca?” – questionou Lula, respondendo à pergunta da imprensa dinamarquesa sobre as suas impressões em relação à família real do país.

“Agora eu entendi que (a monarquia) faz parte da cultura, está enraizada na alma do povo. E tive uma agradável surpresa: o povo adora”, afirmou o presidente.

“Em alguns casos, a democracia só foi mantida num país pela existência de um rei, da figura que ele representa.”

Parece que ele realmente gostou da idéia. O povo adora a monarquia, em certos casos a democracia só pode ser mantida por um rei, pela figura que ele representa. Pra que Câmara, Senado, essas coisas chatas que não deixam o homem trabalhar? Vamos logo coroar nosso rei. Já temos até nome e cognome para ele: Luís LI, o Apedeuta.

Outra pérola do nosso rei-nu:

Questionado se o governo havia orientado a bancada do PT a absolver Renan e se o Planalto pressionava o aliado a se licenciar do cargo – diante da ameaça da oposição de não votar projetos de interesse do Executivo -, o presidente abriu os braços e balançou a cabeça, em sinal de contrariedade.

“Eu só lamento que na minha despedida eu tenha de falar do Brasil. Seria tão mais fácil um jornalista do Estadão lá no Brasil ligar para o presidente do PT e receber todas as informações”, reclamou. “Quando eu chegar ao Brasil, na terça-feira, você me faça quantas perguntas quiser sobre o Renan, sobre o PT, que eu falarei com o maior carinho. Mas eu estou terminando uma viagem de uma semana, estou tão cansado quanto vocês e não é justo que essa viagem não tenha despertado nenhuma curiosidade ao Estadão”, encerrou. Não houve direito a réplica.

Realmente, convenhamos: ter que falar do Brasil é uma chatice. O homem está lá longe, passou uma semana brincando de ser nobre, está sonhando com a monarquia, todo feliz, e vêm esses chatos lembrar pra ele desse inferno tropical?

Essa deve ser a segunda coisa mais insuportável do mundo para Lula, numa hora dessas. Qual a primeira? Ora, essa imprensa inconveniente, que insiste em perguntar o que ela quer, e não o que ele acha que deve ser perguntado…

Anúncios

3 Responses to E Hamlet tinha razão.

  1. Lisa disse:

    Luís LI é ótimo. 😛
    Realmente, ele adorou a idéia. Imagino que os próximos livros distribuídos pelo MEC vão vir elogiando a monarquia também, além do socialismo. Com isso e o bolsa esmola, é capaz de ele conseguir. Panis et circensis.
    Quanto a mim, acho que vou começar a investigar documentos de família, e ir atrás da minha cidadania italiana. Ou viajar assim mesmo, esconder meu passaporte, e se alguém perguntar digo que sou argentina.

  2. L.S.D. disse:

    Parem tudo! Após muitas tentativas por parte da Resistência, finalmente alguém encontrou o nome perfeito para nosso apedeuta: Luís LI, o rei-nu! Perfeito! Isso precisa ser amplamente divulgado imediatamente! Parabéns pela inspiração!

  3. Luciana disse:

    Luís LI! Maravilhoso. Meu deus, o resto do mundo precisa ler isso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: