Julgamento dos 40 denunciados do mensalão começa amanhã. Falta alguém, Ali?


(imagem: Roque Sponholz)

Precisamos acompanhar isso de perto. É claro que o Supremo não irá condenar ninguém agora, esse julgamento vai se arrastar por cinco, dez anos. Mas a hora agora é de não deixar que se asse uma gigantesca pizza. A denúncia deve ser aceita, e o papel da sociedade, depois disso, é o de acompanhar o julgamento, e não deixar esse escândalo cair no esquecimento.

Delúbio Soares, um dos graúdos do PT envolvido no caso, disse em tom de deboche que “em breve, o mensalão só será lembrado como piada de salão”. Não vamos ser os palhaços dessa história. Não vamos permitir que isso aconteça. 

A lista dos 40 acusados, e os crimes pelos quais cada um deles é acusado, está aqui.

A Folha de São Paulo, no domingo, fez um resumo de como anda a vida de alguns dos principais envolvidos no caso.

José Dirceu, acusado de “formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa”, hoje trabalha como “consultor de empresas”

Portugal, República Dominicana, Argentina, Peru, Chile, duas vezes nos Estados Unidos, México, Nicarágua e, por fim, uma semana de folga em Toronto, no Canadá – só de janeiro para cá. Duas a três viagens por semana pelo Brasil, palestras e consultorias remuneradas para empresas privadas. (…) Dirceu toca duas empresas ao mesmo tempo, uma de consultoria e outra de advocacia, ambas na Vila Mariana, em São Paulo. Divide a segunda com a advogada Lilian Ribeiro. Passa pouco tempo nos escritórios.

Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT, responde por “formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa”. De acordo com a Folha,

O ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares desfila como celebridade em sua terra natal, Buriti Alegre (GO). Delúbio mantém o cargo de professor do Estado, mesmo condenado por receber sem trabalhar. (…) Na festa de inauguração do frigorífico Goiaves, ainda na quarta passada (…), vestindo uma camisa da seleção brasileira, era chamado por vereadores, prefeitos e convidados da festa para tirar fotos. O empresário Gal Lachovitz, um dos sócios do frigorífico Goiaves, disse que Delúbio “talvez tenha ajudado, acelerando um licenciamento, ou algo assim”.

Sílvio Pereira, ex-secretário geral do PT, acusado de “formação de quadrilha, peculato e corrupção ativa”, também tem sua vida atual comentada pela Folha:

Longe da política partidária desde julho de 2005, quando ficou famoso por ter recebido de presente um jipe Land Rover de R$ 79 mil, Sílvio Pereira se dedica hoje a administrar uma empresa de eventos, que recebeu verba da Petrobras, e a construir uma pousada em Ilhabela, litoral norte paulista. (…)  Grande parte do apoio que Sílvio recebe vem do sócio do ex-ministro e deputado cassado José Dirceu (PT), Júlio César dos Santos. (…) No início deste ano, depois de conseguir o patrocínio da Petrobras para um projeto de cinema na praia de Camburi, em Vitória (ES), Santos subcontratou a empresa de Sílvio para “coordenação e produção” da mostra por R$ 55 mil. (…) Após a divulgação do subcontrato da DNP, em julho, pela revista “Veja”, Sílvio e Santos fecharam o prédio na Vila Olímpia.

(imagem: Roque Sponholz)

Em tempo: na edição desta semana, a Revista Veja publica que cinco ministros do Supremo denunciam que seus telefones estão “grampeados”, e lança suspeitas sobre setores da Polícia Federal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: