Boxeadores cubanos tinham pedido visto


A cada dia que passa, fica mais claro que há algo de muito podre no caso da prisão dos boxeadores cubanos. A história brasileira não se sustenta, de nenhuma maneira.

Para quem não lembra, a versão oficial brasileira (auxiliada pelos duendes da floresta) era a de que os cubanos foram dopados e sequestrados pelos malvados empresários alemães, e a Polícia Federal os salvou do cativeiro, fazendo de tudo para que eles voltassem à sua pátria amada.

Pois bem. A Folha de São Paulo publica (link só para assinantes da Folha ou do UOL) que os cubanos, de tão ansiosos para voltar pra casa, já tinham até pedido visto de trabalho na Alemanha!!!!

O consulado geral da Alemanha no Rio confirmou ontem à Folha que os boxeadores cubanos Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara estiveram lá e fizeram pedido de visto para entrar no país europeu. A informação oficial contradiz a versão da dupla de que foram dopados e ficaram presos na mão de empresários.

Então é isso. Os boxeadores cubanos, aqueles pobres coitados que foram dopados e sequestrados, estiveram pessoalmente no consulado alemão, para dar entrada no pedido de visto.

E agora? Qual vai ser a nova desculpa daqueles que ainda acreditavam na versão brasileira? Ou será que o Consulado da Alemanha inventou essa história, por também fazer parte da “elite reacionária e golpista”?

O que realmente aconteceu? Qual o quebra-cabeças que podemos montar a partir dos fatos divulgados até agora? Os rapazes aproveitaram a chance para fugir dos carcereiros e abandonar a delegação cubana. Segundo os empresários, o plano de fuga vinha sendo combinado desde o ano passado. Eles foram levados para Araruama, para esperar discretamente que o consulado providenciasse os vistos. Nesse meio tempo, o governo cubano pressionou o Brasil, exigindo a devolução dos prisioneiros.

Sai da área de boatos para entrar na História a versão de que uma ordem de Fidel Castro a cobiçado celular em São Paulo selou a sorte, em dois dias, dos pugilistas cubanos.

(Cláudio Humberto, em 11/08)

Hmm… Um “cobiçado celular em São Paulo”. Realmente, Fidel Castro tem bons contatos no Brasil. E não deve ser um celular qualquer, para Claudio Humberto dizer que ele é tão “cobiçado” assim. Tem que ser um senhor celular, para produzir efeitos tão rápidos…

A Polícia localizou os cubanos, e os prendeu, sem motivos para isso. Manteve os rapazes incomunicáveis, atropelando a Constituição, e chegando inclusive a expulsar o advogado enviado pelos empresários, que teve que ir embora sem sequer poder ver os presos. Depois, em tempo record, providenciou um avião que levasse os pobres coitados para Havana, com escala em Caracas.

Chegando a Cuba, eles foram levados para uma “casa de repouso”, onde ficarão “o tempo que for necessário”. Já foram coagidos a dar declarações de apoio a Fidel e à revolucion. E Fidel já disse que eles não terão mais autorização de sair de Cuba.

O que vai acontecer com eles daqui pra frente?

(Charge: Liberati, no Jornal do Brasil)

Para quem sabe como as coisas funcionam numa ditadura, esta reportagem do Globo Online, infelizmente, nos diz muito sobre o destino dos cubanos. Uma mulher desconhecida, que diz se chamar “Míriam” e ser “avó da namorada” de Erislandy Lara, atende o telefone da casa dele, e diz que ele foi “passar uma temporada no campo”.

GLOBO ONLINE: Ele voltou a treinar?
MÍRIAM: Ele está bem, com sua mãe. Foi passar um tempo com sua mãe no campo.
GLOBO ONLINE: Ele tem algum telefone de contato?
MÍRIAM: Não. Lá não tem telefone.
GLOBO ONLINE: Sabe quando ele vai voltar?
MÍRIAM: Bom, espero que venha logo, mas não sei o dia.
GLOBO ONLINE: Como o governo reagiu a essa história toda?
MÍRIAM: Eles não sofreram nada. Foi tudo muito bem. Ele está no campo com sua mãe.
GLOBO ONLINE: O filho está com ele?
MÍRIAM: Sim, está no campo também.
GLOBO ONLINE: E a noiva, como está?
MÍRIAM: Agora está deitada. Está aqui, está grávida.
GLOBO ONLINE: Ela está bem?
MÍRIAM: Sim, foi à consulta e está bem.
GLOBO ONLINE: Ela pensa em se encontrar com Erislandy no campo?
MÍRIAM: Não, somente quando ele voltar.
GLOBO ONLINE: Em que cidade ele está?
MÍRIAM: Numa cidade no campo, em Guantánamo. É longíssimo de Havana.
GLOBO ONLINE: Faz muito tempo que foi para o campo?
MÍRIAM: Foi agora, para ver sua mãe.
GLOBO ONLINE: Ela mora no campo?
MÍRIAM: Sim. Sua mãe e sua irmã.
GLOBO ONLINE: Sabe quando ele vai voltar a treinar?
MÍRIAM: Sobre isso não sei nada.

É algo assustador. E se torna ainda mais assustador por sabermos que fomos nós, brasileiros, os responsáveis por permitir que isso acontecesse. É uma mancha que não sai tão rápido. O Brasil, com esse ato vergonhoso, ultrapassou uma linha da qual não se pode recuar tão facilmente.

O Brasil de Lula entregou à ditadura cubana os jogadores de boxe Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara, sabendo o que significava a sua deportação ou repatriamento. É uma vergonha. O Brasil de Lula, Tarso Genro, Amorim (são alguns dos implicados directamente no caso) envergonha o Brasil da Liberdade, o Brasil que acolheu perseguidos e abrigou exilados. Esse Brasil do petismo está a matar o outro Brasil, o que sempre foi livre, sempre amou a liberdade e nunca entregou ninguém às ditaduras. Eles tinham razão; deixarão o Brasil irreconhecível, mas pelas piores razões.

(Comentário do jornalista e escritor português Francisco José Viegas, em seu blog.)

Posts relacionados:

Alguém lançou moda no Pan? Cuba lançou.
Cuba libre? Só no copo.
O desfecho previsível
O Capitão do Mato e os Boxeadores

Anúncios

2 Responses to Boxeadores cubanos tinham pedido visto

  1. […] os cubanos: um triste epílogo Na sequência do que já tinha sido falado aqui, hoje surgiu mais um indício de que o destino dos boxeadores cubanos Guillermo Rigondeaux e […]

  2. […] QsQ, no dia 14, já destacava (link): “A Polícia localizou os cubanos, e os prendeu, sem motivos para isso. Manteve os […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: