… e porque essa é a melhor “música de pai” da língua portuguesa


Para todos os pais, de hoje e de amanhã. Presentes ou ausentes. Próximos dos filhos ou distantes. Para os que estão conosco fisicamente, para os que partiram para outros planos.

(E eu digo que é a melhor “da língua portuguesa” porque ela é uma música brasileira, mas que tem como versão definitiva – para mim, pelo menos – a gravada por um cantor português, Nuno da Câmara Pereira.)

MEU QUERIDO, MEU VELHO, MEU AMIGO
(Roberto Carlos / Erasmo Carlos)

Esses seus cabelos brancos
Bonitos
Esse olhar cansado
Profundo
Me dizendo coisas
Um grito
Me ensinando tanto
Do mundo…

E esses passos lentos
De agora
Caminhando sempre
Comigo
Já correram tanto
Na vida
Meu querido, meu velho, meu amigo

Sua vida cheia
De histórias
E essas rugas marcadas
Pelo tempo
Lembranças de antigas
Vitórias
Ou lágrimas choradas
Ao vento…

Sua voz macia
Me acalma
E me diz muito mais
Do que eu digo
Me calando fundo
Na alma
Meu querido, meu velho, meu amigo

Seu passado vive
Presente
Nas experiências
Contidas
Nesse coração
Consciente
Da beleza das coisas
Da vida
Seu sorriso franco
Me anima
Seu conselho certo
Me ensina,
Beijo suas mãos
E lhe digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

Eu já lhe falei de tudo,
Mas tudo isso é pouco
Diante do que sinto…
Olhando seus cabelos tão bonitos,
Beijo suas mãos e digo
Meu querido, meu velho, meu amigo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: